sexta-feira, 22 de junho de 2018

Actualidade

Carta suspeita na sede da Prosegur em Lisboa lança alerta

Deve ser alguém que está há meses a tentar cancelar o contrato e não consegue e que ficou com vontade de os matar a todos. Não me admirava.

Ainda no tema do AC

Quero amaldiçoar todas as pessoas que estão envolvidas no sistema de AC do meu escritório. Quem o escolheu, quem o montou, quem faz a manutenção, quem regula a temperatura, etc. O caralho do AC está desde segunda de manhã a bombar a toda a força, virado para as minhas costas. Já pedi para baixarem a temperatura, para regularem as pás, mas não adianta. Isto é tipo a tortura da gota de água, só que com vento do AC. Todos os dias saio daqui quase sem sentir o braço esquerdo, que é o que apanha directamente com a ventania. Já estou a ver o braço a ficar sem circulação e eu a ter de o amputar, se isto continua assim o verão todo.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Este blog está com muitas palavras...

... e poucas imagens. Que horror. Ninguém tem paciência para só ler parvoíces. Convém intercalar com alguma coisa. Ficam aqui mais gatinhos e outras cenas variadas.















quarta-feira, 20 de junho de 2018

Gostos não se discutem

As coisas de que não gosto.


Futebol.

Manias

Quando saio do escritório, deixo sempre tudo arrumado na secretária, levo todo o lixo do dia, e arrumo todos os componentes, portátil, teclado, rato, etc, para ficarem todos direitos e alinhados e a cadeira devidamente encostada no meio da mesa. Se o rato ficar de lado, por exemplo, tenho de arranjar para ficar mesmo alinhado com o resto.

terça-feira, 19 de junho de 2018

Momento sentimental

Olhando para as fotos todas que tenho no telemóvel, é curioso perceber que as que me trazem melhores recordações são as fotos de corridas. Nem que a foto não esteja grande coisa e eu esteja com má cara ou toda torta ou a morrer de cansaço. São sempre as fotos das corridas que me fazem esboçar um sorriso inesperado, lembrar-me daquele dia, como me senti e como cheguei ao fim. Se calhar porque eu acho que cada vez que corro estou a fazer algo que achava impossível.

Hell on earth


Queria deixar aqui expressa a minha gratidão por ter um carro com ar condicionado. Ontem o meu carro marcava 35 graus e eu não imagino o que estavam a passar as pessoas que não têm AC. Quer dizer, imagino, poque eu já fui uma delas e o meu carro ainda tinha os vidros da frente avariados e só abriam até meio e atrás não tinha porta por isso não abriam de todo. E por isso a minha solidariedade está com essas pessoas. Força!

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Odeio carros.

Sabem aquela minha teoria de que os carros sentem o dinheiro a chegar de que já falei aqui? Pois mais uma vez confirma-se. Mês de receber subsídio de férias e o que acontece? Furo um pneu, claro. E como os pneus do meu carro são pneus de uma medida que não é comum, são caríssimos. E vem aí seguro, IUC e inspecção no próximo mês. Adoro foder o meu dinheiro todo em merdas relacionadas com carros. NOT.

Dúvidas

Dúvida da semana: quantos anos acham que faltam para a FNAC entrar em falência? Eu aposto em cerca de 5 ou 6. Se calhar menos se a Amazon realmente vier para Portugal. Eu entro na FNAC e sinto que estou a entrar em 2003. Não tem lá nada que me interesse. Não compro livros em papel, os CDs que me interessariam lá não tem, e tudo o resto que tem lá à venda é mais barato noutros sítios.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Boooooring

Só para saber, hoje está toda a gente tão aborrecida quanto eu e a achar que o dia está a ser infinito? Nunca mais é hora de ir embora, chiça!

Pecados mortais

Comi um bolo de arroz depois do almoço. Tinha tanta gordura que até fiquei um pouco mal disposta. Nem me apetecia nada daquilo, foi mesmo só para comer um doce, e era o que havia na máquina de vending. É para aprender a não ceder à gula. Burra.

A maldição das férias

Ano passado antes de ir de férias desliguei o quadro da cozinha. Não todo, mas os vários disjuntores, com cuidado para não desligar o do frigorífico. Alguma magia negra deve ter acontecido porque quando cheguei a casa tinha o frigorífico desligado e tudo o que lá estava teve de ir para o lixo.
Este ano pensei 'não vou fazer a mesma cagada, vou desligar um disjuntor de cada vez e vou à coazinha abrir o frigorífico e ver se está ligado ou não. Sou mesmo esperta'.  Fiz o teste para todos menos para o da máquina de lavar roupa, que estava a lavar nesse momento e que eu já sabia que era da máquina de lavar porque estava identificado. Entretanto pedi à minha mãe para ir lá a casa buscar a roupa depois, quando a lavagem acabasse, e que me desligasse o disjuntor da máquina, deixando o geral ligado.
Já adivinharam que quando cheguei de férias tinha o frigorífico desligado de novo, certo? Quais são as possibilidades de o disjuntor da máquina de lavar roupa e do frigorífico serem o mesmo?! É mesmo a lei de Murphy. Mais uma vez tudo para o lixo, mas pelo menos desta vez tinha menos coisas. Agora é que não volto a cair na mesma esparrela.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Quem nunca. Eu nunca.

Mais uma lista para os haters, desta vez de coisas que nunca quis ou nunca gostei, ao contrário do resto do mundo:


-nunca quis fazer um interrail pela Europa
-nunca quis fazer uma viagem pela costa, de país nenhum, e muito menos numa carrinha VW pão de forma
-nunca quis ter uma vespa

quarta-feira, 13 de junho de 2018

No shit, Sherlock


Eu não percebo nem sigo futebol nem tenho seguido a saga do Sporting, mas só pelos títulos das notícias que vou vendo quando leio jornais online dá para perceber que este Bruno de Carvalho é uma pessoa com distúrbios mentais. Uma vez estava a ouvir uma pessoa falar na televisão, sem saber quem era, e deu para perceber imediatamente que essa pessoa tinha problemas mentais só pela forma como falava, típica de um psicopata ou sociopata, nem sei bem. Depois vi que era ele e fez sentido.

Gatinhos