sexta-feira, 21 de junho de 2024

Revenge is best served cold

Adoro um bom filme de vingança. Filmes em que os protagonistas vão dar porrada e vingar-se de quem lhe fez mal dão-me sempre alguma esperança. É por isso que Kill Bill e John Wick estão nos meus filmes preferidos. Nobody também é muito jeitoso. Recentemente vi o Beekeper e, não tendo entrado para essa categoria, trouxe-me bastante alegria. Especialmente quando são protagonistas que não facilitam. Que matam todos logo, para não haver a hipótese de o mauzão se voltar a levantar e dar-lhe um tiro pelas costas. Quero mais filmes assim.

quinta-feira, 20 de junho de 2024

Meme da semana

 

Eu já estou a conseguir melhorar e a mantê-la lá umas semanas, mas consigo identificar-me muito com isto.

quarta-feira, 19 de junho de 2024

Filmes

The Killing - um ladrão que sai de alcatraz e que acha que, para fazer um novo golpe, tem de ser uma cena a sério. Então planeia um golpe a sério: roubar uma pista de apostas em cavalos, para ter dinheiro para a vida toda. Arranja uma série de cúmplices e tudo parecia correr bem, se não fosse alguém de fora saber do plano e querer o dinheiro para si.

The Beekeper - uma velhinha com internet faz uma cagada típica de velhos com internet: cai num golpe de scammers. Só que não foi pagar 100 euros. Levaram tudo o que ela tinha, incluindo dinheiro que não era dela, mas sim de uma caridade que ela geria. Claro que Jason Statham ficou muto chateado com isto e vai dar porrada a toda a gente até conseguir vingar-se. Terminei o filme bastante satisfeita com o kill count.

Civil War - um colega meu disse 'é o melhor filme que já vi'. Isto cheirou-me logo a esturro, mas disse que ia ver para confimar. Obvs que não é o melhor filme que já vi. É um filme de guerra, mas uma espécie de road movie, porque eles vão estrada fora porque têm de chegar a DC. Eles, que são jornalistas de guerra. Deu-me ali uns flashes de Zombieland, quando eles também andam lá de um lado pro outro e vão aparecendo zombies nos locais e eles têm de se safar. Aqui é igual, mas sem a comédia e num cenário de guerra, não são zombies que aparecem mas perigo e situações inesperadas. 

Anatomy of a Murder - mais um caso de tribunal, agora um militar que é acusado de matar um homem que era acusado de ter violado a sua mulher. Eu percebo que eram os anos 60 e ninguém queria muito saber das mulheres, mas também acho que a situação violação foi tratada de ânimo leve, especialmente pela mulher (obvs que quem escreveu aquilo foi um homem, só pode). Mas o filme é fixe e tem um final bastante inesperado.

Lethal Weapon - um grande clássico dos buddy movies, Mel Gibson e Danny Glover combatem mauzões traficantes de droga. Tudo muito clássico dos anos 80, mas muito bom.

Son of Saul - li numa review deste filme algo como 'o melhor filme sobre o holocausto'. Não acreditei que iria ser assim, mas quis ver, claro. É a história de um homem que estava num crematório de Auschwitz e que, por algum motivo que eu não entendi mas se calhar não tenho estudos, que um dos cadáveres, um miúdo, é o seu filho. E então mete na cabeça que tem de lhe dar um enterro judeu como deve ser, em vez de o atirar para o crematório, junto com os outros. E então só arranja problemas e faz merda. Irritou-me imenso e a certo ponto já só esperava que aquilo terminasse, porque achei que ele ia fazer com que os nazis matassem todos os seus colegas. Agora que penso, até vou baixar a classificação que dei no letterboxd.

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Vanish

Às vezes, no scroll, passam por mim aqueles anúncios de aluguer de armazéns. E eu penso que podia alugar um armazém de 1 ou 2 m2 (tinha de ser 2, com 1 quase nem conseguia sentar-me no chão) para ir para lá esconder-me, se precisasse de me afastar do mundo temporariamente.

sexta-feira, 7 de junho de 2024

A new level of crazy

Bancos fechados à hora de almoço - que loucura nova é esta? Agora trabalham todos em part-time, é? Como se já não bastasse fecharem às 15h. Agora só os desempregados e os reformados conseguem ir lá. Não consigo lidar.

quarta-feira, 5 de junho de 2024

Filmes

Reversal of Fortune - um velho rico aristocrata é acusado da tentativa da morte da sua mulher e tem de arranja um advogado para o defender. Depois é o costume, vamos sabendo sempre informações novas até ao final. Eu digo que é o costume, mas não quer dizer que seja mau. Até gostei bastante.

A Man Called Otto - a história de um velho rezingão, Tom Hanks, que aos poucos começa a gostar dos seus vizinhos. É só isto mas é daqueles filmes que nos fazem chorar.

Poor Things - já sei que a minha opinião não vai ser popular, mas, ao contrário de quase toda a gente, não achei este filme genial. Mau? Não. Foi bom. Só não achei o filme do ano. Achei um 7, ou 7,5, vá. E senti sempre um pouco de estranheza com tudo o que se ia passando. isto porque de facto é uma história estranha. Spoiler! Um cientista põe o cérebro de um bebé (isto só se sabe mais a meio do filme) no corpo de uma mulher adulta. E depois ela tem de aprender tudo de novo. As cenas de sexo com os velhos deram-me vómitos. De resto, a fotografia é bonita e os guarda-roupa é colorido - a certo ponto, já estava a obcecar com aqueles calções que ela usava, todos iguais mas de cores diferentes e que nem lhe ficavam nada bem, mas isto não conta para a review. Acho que a Emma Stona mereceu o oscar mas o filme não.

The Unbearable Weight of Massive Talent - um filme de Nicholas Cage sobre Nicholas Cage. Nicholas Cage está no fundo do poço e tem de aceitar trabalhos de caca. A realidade a certa altura, portanto. Nisto, entra nesse mundo de 'fazer presenças'. Vai para a  ilha de um milionário que era obcecado por ele mas acaba enrolado numa história de mauzões e muita acção. Muito engraçado e acho espectacular o Nic Cage ter a coragem de fazer um filme assim sobre ele.

Adventureland - isto parece um filem do Woody Allen, mas em vez de ser com velhos judeus neuróticos é com adolescentes. São adolescentes que trabalham num parque de diversão e ele gosta dela mas ela anda com outros, e etc etc.

The Holdovers - para muitos, este devia ter sido o filme do ano. Eu não achei tanto, mas achei bom, sim. É mais uma história de redenção, desta vez de um professor mal disposto que fica na escola durante as férias de natal para tomar conta de um aluno. Também dá para chorar, como estes filmes dos chatinhos que afinal têm coração.

segunda-feira, 3 de junho de 2024

Out of the box

Ideia para site de gossip de celebridades: um site sem qualquer notícia sobre a Taylor Swift.